David de Oliveira Lemes, Ph.D.

O designer de interfaces…

Entrevista concedida ao blog Planeta Gamer, de Sabrina Carmona.

1 ) O que é necessário para um gamer se tornar um profissional na área de games?
Estudar, estudar e estudar. É preciso conhecer o processo de produção de um jogo, desde o roteiro, passando pelo 3D e programação, até sua finalização em uma engine de primeira linha. Tudo isso pode ser aprendendido em um bom curso de graduação em games.

2 ) Precisa de algum conhecimento prévio para iniciar os estudos na área jogos?
É preciso ter vontade. Mas por incrível pareça, jogar muito também faz parte do aprendizado.

3 ) O que seria a interface de um jogo?
Interface é o ponto de contato entre o ser humano, a máquina e o software, ou seja, o jogo. É o elemento liga o real com o virtual.

4 ) Qual a importância de uma interface amigável para o jogador?
Uma interface amigável faz com que se jogue um game com mais facilidade e naturalidade. Uma boa interface de jogo é invisível, ou seja, o jogador nem percebe que está interagindo com ela.

5 ) Qual o primeiro passo para fazer a interface de um jogo?
O primeiro passo para se desenvolver uma boa interface de jogo é começar com um projeto em papel. Tudo começa no papel, inclusive os jogos digitais.

6 ) Quais os softwares que podem ser utilizados para fazer esta interface?
Software de ilustração vetorial e edição de imagens em bitmap, como Adobe Illustrator e Adobe Photoshop

7 ) Até que ponto a escolha das cores e do visual do jogo é importante?
A cor transmite sensações e ajuda a criar o clima do jogo. Este clima precisa, necessariamente, ser transferido para a interface do jogo.

8 ) Quais seriam as dicas que você daria para quem quer iniciar na área?
Estudar, procurar uma boa universidade, jogar muito e ler o GameReporter.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: